07 março 2007

Eles mentem tudo, eles mentem tudo, eles mentem tudo e não dão explicações a ninguém!

Foi no último Sábado que porventura centenas de populares se reuniram em Santa Comba Dão, não só para defender a construção de um museu sobre Oliveira Salazar, como para contestar os forasteiros, armados em moralistas de algibeira, que lá se deslocaram para tentar impedir que a câmara local avance com o projecto. No fundo o que pretenderam fazer foi governar em casa alheia. Bem sabemos que o ministério da cultura não irá financiar este projecto, o que só demonstra que para além de ser um ministério de propaganda encapotada, também serve para tentar manter o estabelecido, ou então conduzi-lo à ruína. Na verdade apoiar uma peça de teatro com o nome “Eu cago para Deus” e não apoiar um museu sobre Salazar e o Estado Novo merece no mínimo alguma meditação.
Mas o que vos queria falar é de um partido que fala, fala, fala e não dá explicações a ninguém. No último referendo foi o BE que por intermédio de uma lacaia qualquer acusou o Blogue do Não, só porque tinha uma ligação para o Blogue Pela Vida, que também acusou com factos estupidamente falsos. Mas de quem vos quero falar é do PCP. Já há dois anos atrás, os senhores do comité central do PCP acusaram a Frente Nacional de fazer uma homenagem a Rudolf Höss (chefe do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau) quando na verdade fizeram uma homenagem a Rudolf Hess. Responderam por terem mentido publicamente? Não.
Agora mandam os lacaios de Viseu acusar o PNR e a JN de terem estado por detrás de uma manifestação espontânea de repúdio à concentração da URAF em SCD. Se por um lado, o PNR e a JN estavam numa conferência na Guarda, quem sabe minimamente do que se passa no movimento nacionalista, sabe que neste momento no PNR e na JN não existem Salazaristas. Portanto seria pouco provável que pessoas que vivem em Lisboa se deslocassem para a SCD para defender alguém de que não gostam, até porque o PNR não tem câmaras e juntas e por isso não tem os autocarros à borla para as concentrações ou manifestações. Nem tão pouco recebe dinheiro da EU, como acontece com os seus camaradas nos sindicatos.
Quem lá esteve foram os populares que por sua livre vontade, sem que nenhuma associação ou movimento as convocasse, apareceram para demonstrar o seu apoio à decisão da câmara de SCD.
Tudo o resto são palavras soltas. Quem não se lembra das constantes noticias que alertavam para concentrações de neonazis em SCD e para o reforço policial que estava destinado? Talvez fossem para convencer mais pessoas a irem à concentração da URAF, mas na verdade, convenceu o povo anónimo a demonstrar o seu apoio a Salazar, e irritou-os o facto dos neonazis terem ficado em Lisboa, ou terem ido à Guarda.
Já estou como um colega meu: Em Santa Comba Dão, o povo é quem mais ordena! Será por isso que não se ouviu esse cântico por parte da URAF?
Santa Comba vila Beirã
Terra de fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade!

2 comentários:

Anónimo disse...

http://forum-patria.forum-livre.com/index.htm

FORUM SOBRE O ESTADO NOVO E SALAZAR

http://forum-patria.forum-livre.com/index.htm disse...

PARTICIPE E DIVULGUE